A Direção Geral respondeu ao Sinpol-DF que a medida é inviável

Da Comunicação Sinpol-DF

O Sinpol-DF comunica à categoria que a Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe), por meio da sua assessoria jurídica, negou o recesso de fim de ano aos policiais civis lotados nas unidades do sistema, assim como a Direção Geral da Polícia Civil do DF (PCDF) em relação aos plantonistas.

Essa questão seria tratada na última quarta, 14, quando o sindicato se reuniria com o diretor-geral da instituição, Eric Seba. Entretanto, por conta de conflitos na agenda de Seba, a reunião foi desmarcada e somente nesta quarta, 21, o sindicato foi oficialmente informado da decisão.

No documento, assinado pelo diretor-geral em exercício, Cícero Monteiro, é afirmado que, após análise, “chegou-se à unânime conclusão de que a adoção de escala de revezamento de final de ano para os servidores policiais lotados no plantão é medida, infelizmente, inviável”.

A direção geral informa, por outro lado, que iniciou estudos de viabilidade para concessão de um recesso, com a mesma duração, “a ser usufruído no próximo ano, cabendo aos titulares de cada unidade a fixação do período”. O Sinpol-DF, no entanto, critica a decisão, bem como o parecer da Sesipe e lembra que o recesso neste fim de ano foi concedido pelo próprio Governo do Distrito Federal (GDF)

Sesipe também apresentou negativa à cobrança do recesso

Em outubro, a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF, Leany Lemos, enviou uma circular aos dirigentes dos órgãos e entidades da administração direta e indireta informando que o governador autorizou a elaboração de escala de revezamento.

O documento pontua que é medida visa “permitir aos servidores a comemoração das festividades de Natal e Ano Novo em recesso alternado, sendo o primeiro grupo no período de 19 a 23 de dezembro e o segundo, no período de 26 a 30 de dezembro”.

selo-28anos-rodape-site

Filiação