Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Reunião ocorreu em Brasília e durou dois dias (Fotos: Arquivo Pessoal)

Da Comunicação Sinpol-DF

O Sinpol-DF participou nas últimas quinta, 5, e sexta, 6, de uma reunião convocada pela Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) a fim de discutir a atual situação e os rumos da entidade, além de temas que dizem respeito à carreira policial e à Segurança Pública no Brasil.

O presidente do Sinpol-DF, Rodrigo Franco “Gaúcho” e o diretor de Benefícios, Cultura e Esportes e Políticas Sociais Adjunto, Alex Galvão, representaram o Sindicato no encontro, que foi realizado em Brasília e contou com a participação de entidades de todo país.

Na reunião, comentou-se sobre o incremento das filiações à Cobrapol, sobretudo nos últimos meses – o que inclui o Sinpol-DF, além de outros sindicatos e federações. Com isso, cresceu também a necessidade de debate em torno da participação de cada um dos entes na Confederação.

O Sinpol-DF foi convidado a integrar a atual diretoria da Confederação. O indicado pelo Sindicato foi o diretor Alex Galvão, que agora passará a representar o Sindicato na 1ª Secretaria da Cobrapol.

As três ações do Sinpol-DF no Supremo foram autorizadas

DELIBERAÇÕES

Outra questão deliberada na reunião foram as ações que dizem respeito aos policiais civis do DF e devem tramitar no Supremo Tribunal Federal (STF). Para isso, elas têm que ser ajuizadas pela entidade sindical de grau máximo, a confederação.

O colégio de representantes autorizou a Cobrapol a ingressar junto aos tribunais superiores com três ações judiciais solicitadas pelo Sinpol-DF.

Informados sobre o indiciamento de membros da diretoria do Sindicato e outros policiais civis por terem participado de uma legítima manifestação em prol da categoria, os representantes das entidades que integram a Confederação também aprovaram, de forma unânime, a divulgação de uma moção de repúdio contra a medida.

Assinada pela Cobrapol, a nota será encaminhada aos poderes constituídos do Distrito Federal, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Organização Internacional do Trabalho (OIT), Organização do Estados Americanos (OEA), Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDF), além de outros órgãos e veículos de imprensa.

Leia Mais

Entidades também discutiram modelo de Segurança Pública e carreira única

DEBATE

Ao longo dos dois dias de reunião também foram trazidos ao centro de discussão assuntos como o atual modelo de Segurança Pública no Brasil e a carreira única na Polícia Civil.

“A carreira única, com ingresso único, irá tornar a Polícia menos burocrática, mais eficiente e valorizada. Também é nosso papel propor uma reforma no modelo de Segurança Pública que esteja alinhada à realidade e às expectativas dos policiais civis brasileiros”, afirma o presidente do Sinpol-DF. “Por isso não podemos abrir mão de avançar com essas discussões”, ressalta Gaúcho.

Ficou estabelecido, então, que os sindicatos e federações deverão levantar esse debate também junto às suas bases – por meio de debates, seminários, palestras ou congressos.

A Cobrapol também irá interceder pelos policiais civis de todo o Brasil, em decorrência de uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que tem restringido o acesso armado aos fóruns, em todo o Brasil.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.