Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Sueli de Barros comentou sobre a importância dos eventos realizados pelo Sinpolzinho para reencontro dos aposentados (Fotos: Lucas C. Ribeiro/Sinpol-DF)

Da Comunicação Sinpol-DF

A programação ainda contou com sorteio de brindes

Para comemorar o Dia dos Pais, a Diretoria de Assuntos de Aposentados e Pensionistas realizou no Sinpolzinho na última quinta, 31, a Feijoada dos Pais. O evento foi voltado àqueles que frequentam os cursos e aulas oferecidos pela filial do Sindicato em Taguatinga.

Os diretores da pasta, José Carlos Saraiva e Sueli de Barros, ressaltaram que tudo foi pensado com carinho e se mostraram agradecidos com a presença dos aposentados.

Aposentados que participam das atividades do Sinpolzinho comemoraram a data

“Nosso sentimento é de gratidão pela participação de cada um de vocês nas atividades que oferecemos. O Sinpolzinho existe também para momentos como este, que se transformam em uma oportunidade de rever os amigos e retomar os vínculos que perdemos após a aposentadoria”, disse Sueli.

Para Saraiva, promover essa integração é fundamental. “Todos os aposentados têm muito a oferecer. Foram eles que levaram a Polícia Civil ao patamar em que ela se encontra hoje, quando falamos na referência que o trabalho dos policiais civis é. Por isso, nós fazemos questão de promover essas atividades não só como reconhecimento, mas para que eles não percam o contato com os amigos”, acrescentou o diretor.

Hélio Araújo comemorou o reencontro com os colegas

Além deles, participaram do evento o vice-presidente do Sinpol-DF, Paulo Roberto, e os diretores Marcelo Ferreira (tesoureiro-geral-adjunto), Fernando Ferreira (Jurídico), Renato Santos (Benefícios, Cultura, Esporte e Políticas sociais), Jackson Dantas (Assuntos Sindicais-adjunto) e Marcos Campos (Administração, Informática e Planejamento).

INTEGRAÇÃO

Entre os aposentados, a alegria em participar do evento era nítida: sobraram abraços e a conversa fluiu como nos tempos de atividade na polícia. Além da feijoada, houve o sorteio de miniaturas de viaturas da Polícia Civil entre os pais.

Antônia quase desfiliou depois da aposentadoria; hoje ela faz Inglês, pilates e treinamento funcional

Agente de polícia aposentado há quase nove anos, Hélio Araújo comemorou o reencontro com os colegas. “Eventos como esse são importantes porque muitas vezes não vemos os amigos há anos, aproveitamos e colocamos o papo em dia. Em outra oportunidade, isso seria mais difícil”, comentou.

Hélio tem participado ativamente das atividades oferecidas pelo Sinpolzinho: além das aulas de Inglês, ele também tem frequentado a turma de dança de salão. “Ainda quero fazer aulas de informática e violão”, avisa. “O sindicato está de parabéns por essa iniciativa, pois nós conseguimos preencher o tempo livre. Isso melhora a qualidade de vida, porque o aposentado se sente bem ao realizar novas atividades e manter a interação com os amigos”, completa.

Neilton considera fundamental a interação entre os aposentados

Antônia Zulene, também agente de polícia aposentada, tem a mesma opinião. Ela frequenta o curso de Inglês – está no intermediário II, mas fez todos os outros níveis no Sinpolzinho -, como também as aulas de pilates e de treinamento funcional. “O aposentado precisa desse apoio, por isso o Sinpol está de parabéns. Minha pretensão, ao me aposentar, era desfiliar. Mas hoje vejo um resultado, vejo o quanto faz bem essa interação que temos com os colegas ao participar das atividades desenvolvidas aqui”, explica.

CURSOS E ATIVIDADES

Pedro também menciona a importância da reaproximação entre os colegas

As iniciativas desenvolvidas na unidade do sindicato em Taguatinga também renderam o reconhecimento do delegado Sebastião Moura, aposentado há oito anos (ele também foi agente de polícia durante o trabalho na PCDF).

Embora não frequente as atividades ainda – ele fez duas aulas de dança de salão para “experimentar”, mas promete se juntar à turma em breve -, “Tião Moura”, como é conhecido, considera a integração promovida pela diretoria de Aposentados como “fundamental”. “ Eu encontrei, aqui, vários amigos. E é disso que o policial precisa. Isso precisa ser feito não só pelo sindicato, mas pela instituição também. Eu aprendi a cultura do companheirismo na polícia e apesar de isso estar se perdendo, o sindicato está conseguindo manter”, reconhece.

Além do curso de Inglês, Dora pretende fazer mais atividades no Sinpolzinho em breve

Aluna do curso de Inglês, Dora Almeida de Oliveira, agente de polícia aposentada há dois anos, comenta que pretende passar mais tempo no Sinpolzinho em breve. “Quero fazer dança de salão também”, afirma. “As atividades realizadas aqui, junto com eventos como essa feijoada são maravilhosas porque nós nos reunimos, lembramos o passado e reencontramos os amigos”, reitera.

Para quem se aposentou mais recentemente, como o agente policial de custódia Neilton Alves – ele deixou a PCDF há seis meses -, a percepção é ainda mais positiva. Segundo ele, essa nova fase é cheia de dificuldades por isso o trabalho do Sinpolzinho é tão importante.

Houve o sorteio de miniaturas de viaturas da PCDF aos pais

“Quando você se aposenta fica meio isolado, antissocial. Essa integração é importantíssima, porque depois da vida ativa você acaba perdendo contato com os colegas. Na ativa, você cria muitas amizades sólidas e vínculos que é importante manter. Hoje, eu reencontrei aqui amigos de infância que também trabalharam na polícia”, afirmou.

O escrivão Pedro Alves, aposentado há oito anos, apesar de não frequentar as aulas e cursos, diz que faz questão de acompanhar tudo o que é realizado. “Aqui, todos podem se unir novamente. É muito importante essa aproximação”, assegura.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.