JORNAL DE BRASÍLIA

 

Ponto do Servidor

 

APOSENTADORIA ESPECIAL

Representantes do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol) estiveram reunidos com o deputado federal Roberto Policarpo, para tratar do PLP 554, que regulamenta a aposentadoria diferenciada dos policiais civis e de outras carreiras que exercem atividades de risco. O parlamentar é o relator do substitutivo ao PLP na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP).

O Sinpol solicitou ao deputado que continue sendo contemplada, no projeto, a aposentadoria diferenciada para os policiais civis nos mesmos moldes que prevê a Lei Complementar 51/85, mantendo dessa forma, a integralidade e paridade.

Os representantes pediram ainda que todos os policiais civis possam ser beneficiados por esta regra, independente da sua data de posse.

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

3 MIL VAGAS PARA PCDF

 

Um novo concurso para a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) foi aprovado, nesta semana, pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, com previsão de 3.029 vagas. Duas mil são destinadas a agentes, 495 a escrivão de polícia, 200 a delegado, 199 a perito criminal, 80 a peritos médico-legistas e 55 a papiloscopistas.

De acordo com o relator da preposição, deputado João Campos (PSDB/GO), é urgente que o quadro de servidores da PCDF seja reestruturado para garantir a eficiência do serviço púbico. A previsão é de que o preenchimento das vagas seja feito de forma gradual, a partir de janeiro de 2014.

Não é só a quantidade de vagas que chama a atenção; os salários também são bastante atrativos: peritos (criminal e médico-legista) e delegados têm remuneração inicial de R$ 13.368,68; enquanto agentes, escrivães e papiloscopistas recebem R$ 7.514,33. O projeto tramita em caráter conclusivo e será ainda examinado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e Constituição, Justiça e Cidadania. Só depois irá a plenário.

O último concurso promovido pela PCDF teve seu edital de abertura lançado em novembro do ano passado. Foram abertas 58 vagas para peritos criminais, sendo 14 para contratação imediatas. As outras 44 são reservas. A banca responsável pela organização do certame e pela elaboração das provas foi a Fundação Universa. A seleção foi composta por prova objetiva, prova discursiva, exames biométricos, avaliação médica, teste de capacidade física, avaliação psicológica, sindicância de vida pregressa, investigação social, prova de títulos e curso de formação profissional.

Filiação